ENTENDENDO AS FASES DO ENDIVIDAMENTO

Como Planejadora Financeira Pessoal e Familiar, tenho contato direto com muitas pessoas endividadas, sejam curiosos, conhecidos, amigos ou clientes e percebendo como tudo acontece, suas fases, o caminho, o processo e a forma como eles relatam, então pude notar que existem etapas similares entre eles.

Obviamente não dá para generalizar, há casos e casos, há emoções, frustrações, compulsões, histórias, dores, assim como necessidades sérias e fora de controle envolvidos, ou seja, há tipos diversos de endividados, e não cabe a mim julgá-los, cabe a mim ajudá-los! Independente da sua razão, meu trabalho é te ajudar a sair dessa situação e te mostrar um outro caminho onde suas finanças e sua segurança sejam o horizonte a ser buscado.

Vamos as fases?

FASE 1 –  “EU COM PROBLEMA? NÃO TENHO PROBLEMA ALGUM! “

Sempre falo nas minhas palestras que pior é quem acha que está tudo bem e não busca ajuda (mas ele sabe no fundo que não está tudo bem) do que aquele que busca por soluções, admitindo que tem uma situação que precisa de atenção.

Não negue sua situação financeira, não ignore seu extrato bancário, seus controles, acreditando que tudo vai passar se você não olhar! Isso atrasa você, porque muito provavelmente aqui ainda tem jeito pra rever o problema!

Quando fugimos de uma situação que pede atenção, estamos enganando a nós mesmos, e isso não vai te fazer bem psicologicamente e muito menos vai resolver seu processo de endividamento, na verdade é a partir daqui que ele começa.

Ter um problema que tem solução e buscar por ela é a chave!

 

FASE 2 – “MINHA SITUAÇÃO ESTÁ FICANDO FORA DO CONTROLE”

Dando sequência a falta de solução do primeiro passo, fica simples de entender onde se está chegando na segunda fase, não é?

Imagine que você esta sem controle algum e num determinado dia você abre a conta e percebe que além de estar no negativo, está muito além do que estava desde a ultima vez que checou a conta.

Neste momento seu salário, recebimento de serviços não fazem mais diferença, entram e saem de um jeito que parece não abater nada do valor negativo, não é verdade? É a multiplicação dos juros compostos e os nossos juros abusivos praticados no nosso país derretendo suas possibilidades.

 

FASE 3 – “EMPRÉSTIMOS, ESSE É O JEITO!”

Percebendo o caos em que você está, a primeira coisa que você pensa é pegar um empréstimo.

O mercado financeiro é recheado de produtos dessa categoria e sem nem pensar como de fato funciona os juros e tudo o que compõe, você faz a “negociação”.

Mas esqueceu de um detalhe: “Será que consigo estando no vermelho acrescentar uma prestação?”

Sustentar as necessidades mais uma nova parcela pode ser uma excelente opção pra quem está decidido a mudar os maus hábitos, mas sabemos o quão difícil é fazer isso sem uma ajuda.

Dinheiro é comportamento! E como somos imaturos no assunto educação financeira ainda, não é como 2+2=4 mudar tudo de uma hora pra outra!

 

FASE 4 – “VOU BUSCAR POR AJUDA!”

Nesse momento, depois de várias tentativas e frustrações, finalmente você assume que sozinho não dá e daí sim busca por ajuda de um Planejador Financeiro Pessoal.

Nesse momento sua decisão é o que fará toda a diferença!

Vai fazer parte desse processo, ouvir e executar as estratégias sugeridas que mais fazem sentido e trazem resultados para você, porém o mais importante, que pessoalmente ressalto é: TENHA PACIÊNCIA! Hábitos levam tempo, você não foi feito em um dia, se lembra? Até os hábitos ruins levam tempo, imagina os bons!?

Se você está nessa fase, tenha em mente que o primeiro passo foi dado e isso vai te trazer novos resultados e mais que isso, portas abertas para o novo!

Haverão momentos em que seu desejo vai ser de chutar o balde, afinal, algumas coisinhas vão precisar mudar um pouco, mas estou aqui pra te lembrar que, provavelmente é você quem vai secar o chão se entornar o balde…então, melhor evitar essa fadiga né?

O quanto antes de esperar chegar nessa fase você buscar por ajuda, melhor!

Se você tem amigos, familiares ou conhecidos que estão vivendo nessa situação, compartilhe com eles, marque na sua rede social.

Em alguns momentos precisamos que alguém dê um empurrãozinho pra que a gente encontre a resposta! Seja essa pessoa. Educação financeira transforma vidas!

Até a próxima!!!

2 comentários em “ENTENDENDO AS FASES DO ENDIVIDAMENTO”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *